Posts Tagged :

Santo Antônio de Lisboa

1024 638 Daiana

10 opções diferentes para comer e beber em Santo Antônio de Lisboa

Gosta de gastronomia e de história? Reúna suas duas paixões e conheça Santo Antônio de Lisboa. A rota gastronômica é rica em frutos do mar, especialmente em Ostras, pelas fazendas marinhas na beira da praia. Os bares e restaurantes mantêm viva a tradição açoriana em seus cardápios e temas decorativos. O passeio é garantia de final de tarde gostoso e cheio de fotos bonitas.

Floripa tem uma história que começa antes mesmo da chegada dos portugueses ao Brasil. Registros de navegações espanholas e holandesas já aportavam a ilha como lugar seguro para descanso e reabastecimento em viagens mais longas. Mas foi mesmo em 1748 que a primeira colônia de portugueses açorianos se estabeleceu e criou a partir daí as raízes culturais deste pedacinho de terra perdido no mar (escute aqui o Rancho de Amor à Ilha).

Com os portugueses vieram a gastronomia, os hábitos pesqueiros, as rendas, os artesanos e a maneira de construir casas. Por aqui, o sujeito “sem eira nem beira” não morava bem, não hahah Isso porque as casas do estilo português tinham formas de acabamento na calçada e no teto, era uma marca da tradição, mas também um símbolo de status.

O bairro preserva até hoje muitas construções daquela época, inclusive a igreja histórica de Nossa Senhora das Necessidades. Ao lado da igreja há um cemitério e logo à frente uma praça com árvores, bem como se costumava fazer naquela época.

A vizinhança cresceu e prosperou valorizando suas raízes. Muito procurado por quem quer empreender, Santo Antônio de Lisboa reúne um coquetel diverso de receitas e modos de preparo, é praticamente impossível enjoar de visitar a freguesia. Sempre tem um restaurante novo ou um prato para repetir e lamber os dedos. A experiência é ainda mais bonita com a vista para o mar e o pôr-do-sol.

OSTRAS E OUTROS FRUTOS DO MAR

As fazendas de ostras de Santo Antônio de Lisboa são mantidas por parceria entre empresários, Universidade e poder público. As sementes de Ostras são trazidas até o local de cultivo pelo Laboratório de Moluscos Marinhos da Universidade Federal de Santa Catarina, a partir daí os produtores iniciam o processo. Existem passeios turísticos por aqui que acompanham a chegada das sementes e a explicação sobre o funcionamento das fazendas, para quem gosta de se envolver na história, é um prato cheio.

Do mar direto para a mesa. Ostras do quintal e peixes frescos do litoral vindos do Mercado Público da cidade, camarões, lagostas e outras iguarias marinhas com grande variedade de receitas e preparos. Esta é a base da gastronomia do bairro. Há também outras opções como massas, pizzas e carnes.

Freguesia Oyster Bar

Rua XV de Novembro, 179

O restaurante serve frutos do mar com destaque para as ostras cultivadas em sua própria fazenda. Com o deck, é possível almoçar e apreciar a vista. Bom também para quem quer petiscar e tomar cerveja artesanal no final da tarde.

Chão Batido

Rua XV de Novembro, 103

Restaurante familiar, com ambientação rústica e vista relaxante. Oferece outras opções de pratos além de frutos do mar.

Marisqueira Sintra

Rua XV de Novembro, 147

Famosa por seu bacalhau com nata, a marisqueira de raízes portuguesa, preserva traços da cultura no ambiente e no cardápio. Destaque também para carta de vinhos.

Rosso Restaurante

Rodovia Gilson Da Costa Xavier, 201

O destaque fica por conta do preparo, o restaurante revisita a cozinha local e confere toques especiais. É famoso pelo polvo com purê de mandioquinha.

Villa do Porto

Rua Quinze de Novembro, 123

O Villa do Porto tem ambientação antiga, com paredes em pedra e arquitetura de época parcialmente preservada. O restaurante funciona em um casarão antigo. Oferece variedade em frutos do mar e cervejas artesanais locais.

Restaurante Amalfi

Rua XV de novembro, 18

O Amalfi é um bistrô com proposta para frutos do mar que chama a atenção pelo atendimento e apresentação dos pratos. Os destaques ficam por conta das lindas vieiras de entrada e a lúdica sobremesa “o tesouro”.

Coisas de Maria João

Rua Conego Serpa, 57

O inventivo restaurante aposta na combinação de sabores com ambiente rústico aconchegante. Pratos como a feijoada de frutos do mar surpreendem positivamente o paladar.

GRILL & BEER Empório Bar

Rua Conego Serpan, 84

Para quem quer comer carnes suculentas em Santo Antônio de Lisboa, o restaurante dedicado às delícias e tem uma boa carta de bebidas com cervejas artesanais locais.

Pode

Estrada Caminho dos Açores, 1689

O bistrô tem ambiente acolhedor, à beira-mar e é inspirado na cozinha oriental. Destaque para o arroz frito no abacaxi com camarões empanados. Aceita pets.

Café da Praça

Santo Antônio de Lisboa, Praça dos Artesãos

Para o café da tarde, uma visita ao bairro pede um café com bolo no Café da Praça. Opções de doces portugueses e tradicionais bem no coração da praça.

ACESSO E RETORNO

A melhor época do ano para visitar é logo depois do período de temporada, ou se preferir ir no verão, a sugestão é contratar um passeio de barco ou ir de transporte coletivo. Por ser um bairro antigo, suas ruas preservam detalhes da época, são estreitas e quase não há retornos na via principal. Então, com a cidade muito cheia é bom dar preferência para outros meios de transporte.

O acesso é pela SC-401. É possível pegar o acesso mais próximo ao centro da cidade, pelo bairro do Cacupé, e desfrutar da estrada que liga o bairro a Santo Antônio de Lisboa  Entre outras facilidades, muitos restaurantes possuem decks e piers para receber quem chega pelo mar.